Certificação Internacional em Cineantropometria

Certificação Internacional em Cineantropometria

O INJC convida ao Curso de Certificação Internacional em Cineantropometria – Nível 1 The International Society for the Advancement of Kinanthropometry que será realizado nos dias 11, 12 e 13 de Abril de 2019 na cidade de Rio de Janeiro.

Caso seja de seu interesse e precise maiores informações (valor, local específico de realização, horários etc.) contatar-se:

Instrutoras Nível 3 ISAK: Dra. Annie Schtscherbyna e Dra. Taís Lopes

O que é antropometria?
A antropometria, definida como a ciência que estuda os caracteres mensuráveis do corpo humano, é considerada a técnica mais prática, universalmente aplicável, barata e não invasiva para avaliar o tamanho, as proporções e a composição do corpo humano. Reflete tanto a saúde, quanto o estado nutricional e prediz desempenho, saúde e sobrevida. Assim, é uma ferramenta extremamente valiosa, entretanto subutilizada, para orientar políticas públicas e condutas clínicas (WHO, 1995).

O que é cineantropometria?

A cineantropometria, termo criado por Ross (1991), refere-se ao estudo do tamanho, forma, proporção, composição e maturação do corpo humano, com o objetivo de ajudar a entender o movimento humano no contexto do crescimento, desenvolvimento, envelhecimento, desempenho (rendimento) e o estado nutricional.

Qual a importância de ser um antropometrista bem treinado?

Apesar das inúmeras aplicações da antropometria, sabe-se que as mensurações antropométricas estão inevitavelmente associadas a erros de medida. São características desejáveis para antropometristas, a precisão e a exatidão (Silva, 2011). Por isto, é fundamental que profissionais que utilizem medidas antropométricas em suas práticas clínicas ou em pesquisas científicas sejam muito bem treinados e, se possível, padronizados/certificados, de modo que reconheçam os próprios erros na aferição das medidas. Quanto mais treinado, menor o erro de medida e maior a probabilidade de verificar mudanças nas mesmas e na composição corporal, além de melhorar o planejamento dietético ou de exercícios. E, em estudos científicos, a fim de minimizar vieses que podem distorcer o grau de associação entre variáveis de exposição e desfecho.

Referências
WHO. 1995. Physical status: use and interpretation of anthropometry.Technical Report Series 854 Geneva: World Health Organization.
ROSS WD, Marfell-Jones M: Kinanthropometry; in MacDougell JD, Wenger HA, Green HW (eds): Physiological Testing of the High-Performance Athlete.
Champaign, Human Kinetics, 1991.
SILVA, Diego Augusto Santos et al. O antropometrista na busca de dados mais confiáveis. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. (Online) [online]. 2011, vol.13, n.1 [citado  2019-02-13], pp.82-85. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-
00372011000100012&lng=pt&nrm=iso>. ISSN 1980-0037. 
http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2011v13n1p82.